Ads Top

Vovó de 68 anos é presa após matar, picar e guardar 14 pessoas


Mulheres mais velhas são tipicamente vistas como completamente inofensivas, embora Tamara Samsonova, de 68 anos, possa mudar para sempre a maneira como você pensa.

Conforme relatado pelo Daily Star do Reino Unido, a avó russa foi presa por assassinato de sua amiga de 79 anos, capturada graças as imagens de câmeras de segurança que a mostraram transportando partes do corpo da idosa em uma sacola plástica. Em um lago próximo, o resto do cadáver da mulher foi logo localizado.



Mas isso é apenas o começo da história, quando uma invasão policial do apartamento de Samsonova revelou em uma série de diários detalhando mais de 14 outros assassinatos. E a mulher, já apelidada de “Grannybal Lecter” (Nome do personagem de ficção "Hannibal) matou suas vítimas e cortou em pedaços e até não haver praticamente mais nada.



Os horripilantes diários contam os assassinatos brutais cujos restos mortais foram encontrados há mais de uma década e até mesmo o próprio marido de Samsonova, desaparecido em 2005. Na época, ninguém suspeitava que a mulher de 58 anos era culpada pelo desaparecimento.

"Eu matei meu inquilino Volodya, cortei-o em pedaços no banheiro com uma faca, coloquei os pedaços do corpo dele em sacos plásticos e os joguei fora." 

A chamada Grannybal Lecter já se declarou culpada de seus crimes, insistindo que ela sabia que este dia estava chegando e que ela pretendia ser pega. Ela diz que o recente assassinato de sua amiga foi o fechamento do capítulo canibal de sua vida, e ela quer ser punida em toda a extensão da lei.

"Você decide, sua honra", Samsonova disse ao juiz. "Eu sou culpada e mereço uma punição."


Um comentário:

  1. Que idosa loucona. Assassina psicopata serial Killer.Vozinha do cão, sai fora credo. .......

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.